Zoneando Podcast #91 – Racismo e Preconceito na Indústria do Entretenimento

Olá, ouvintes!  Essa semana Thiago Almeida e Melissa Andrade recebem Carissa Vieira (Carissinha) e Daniele Ribeiro para um papo sincero sobre como nos deparamos com atitudes racistas e preconceituosas na indústria do entretenimento, tanto por parte dos produtores como pelo público.

Escute o programa e saiba como a etnia de um personagem pode ou não influenciar na escolha de um ator para interpreta-lo. Aprenda o significado de alguns termos e conceitos usados em debates igualitários. E veja qual das participantes teve uma discussão acalorada sobre genitais femininas dentro do cinema.

Escute no nosso Player ou faça o Download do programa abaixo!!!

LINK DO PODCAST PARA DOWNLOAD (Clique com o botão direito do mouse e selecione “Salvar Link Como”)


Links Comentados no Programa:

Participem do nosso grupo no Facebook! Queremos ouvir vocês!!!

Visitem o Media Geek para mais notícias sobre cultura pop

Conheçam o Canal da Carissa lá no Youtube

Mais conteúdo e discussões sobre esse tema você também acha lá no Malcriadas

Vejam o trabalho do nosso ouvinte e amigo escritor Davi Paiva!


Assine o Nosso Feed:

Clique aqui para assinar o feed dos nossos podcasts


Conheçam nossos outros Podcasts!

CAST 42 – Seu podcast sobre o universo, a vida e tudo mais.

Harley Party – Meninas não tão normais falando sobre temas nerds.

Cosplay in Cast – Um programa sobre o hobby de cosplay em detalhes, da produção aos concursos.

Mesacast – Nossa dose quinzenal de Boardgames, Cardgames e RPG.


Sigam a Gente nas Redes Sociais!

Página do Zona E no Facebook

Twiter do Zona E

Instagram do Zona E

Perfil do Pinterest do Zona E

Ou mande um email pra gente em contato@zonae.com.br

Outros Posts interessantes:


One Response to “Zoneando Podcast #91 – Racismo e Preconceito na Indústria do Entretenimento

  • Foi um ótimo programa e sempre é bom debater sobre esse tema, no passado os programas de humor não se preocupavam em ser preconceituosos porque isso não era um problema, mas quando comediantes de hoje fazem piadas racistas ou homofóbicas não tem desculpa que os salve.
    No cinema ainda pesa muito o fator dinheiro, por isso sempre procuram pegar atores que sejam famosos e não da mesma etnia do personagem, pois sabem que assim conseguirão mais dinheiro no projeto e a chance de ganhar muito mais quando for lançado nos cinemas é maior. O Ghost in The Shell é o melhor exemplo porque todo mundo conhece a Scarlett Johansson (esqueceu de tocar o berimbau Thiago), enquanto que a Rinku Kikuchi só ficou famosa para o grande público após o Circulo de Fogo e não é todo mundo que a conhece.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *