XBox One – As Promessas da Microsoft Para Turbinar Seu Console em 2015

E o ano já começou quente no mercado de games. Para quem adora uma treta e vive a “console war” dessa geração viu a Sony terminar 2014 com uma boa vantagem em cima da Microsoft. Segundo o site Ars Technica, até outubro do ano passado o Playstation 4 mantinha um numero de vendas 42% maior que o concorrente, XBox One. E mesmo vendendo bem durante a Black Friday americana a Caixa X não fechou seu faturamento tão bem como seus executivos esperavam. Para contornar essa situação a Microsoft promete colocar em prática algumas estratégias.

Mais poder na CPU do XBox One

O Dying Light revelou recentemente que o novo kit de desenvolvimento da Microsoft permitirá um aumento de potência do CPU utilizado pelos desenvolvedores de jogos para seu console. Essa atualização permitirá aos programadores acessar ao sétimo núcleo do CPU do XBox One (são 8 no total). Estas otimizações podem, por exemplo, aumentar o desempenho do Kinect na hora de gerir dados de maneira continuada.

Xbox_One_console_and_controller_at_Gamescom_2013

Microsoft promete mais poder na CPU do Xbox One

Mas nem tudo são flores. Os produtores terão que descartar os comandos de voz nos seus jogos para terem acesso ao sétimo núcleo, enquanto que outras funções do Kinect também terão que ser desativadas. A quantidade de tempo de CPU disponível para os produtores varia conforme o momento – os comandos por voz relacionados com o sistema fazem com que o uso do sétimo núcleo do CPU suba automaticamente para 50%. Neste momento o sistema operativo e não informa aos produtores da quantidade de tempo de CPU disponível, o que pode atrasar alguns processos de programação.

Contudo, a Microsoft já se pronunciou sobre essa condição dizendo que estão previstas melhorias no SDK para contornar este problema.

Projeto secreto para o Kinect

Uma recente oferta de trabalho divulgada pela Microsoft levantou certa curiosidade. A empresa está em busca de engenheiros de software dispostos a levar o Kinect para um novo nível. Serão movidos esforços de equipes veteranas do Xbox 360 e Xbox Live para auxiliar os novos contratados. Para reforçar ainda mais o clima de mistério, foi divulgado outro anúncio pela Microsoft dizendo que “A maioria das coisas em que trabalhamos são super secretas; por isso só saberão algo sobre estes projetos quem aceitar a oferta. Nem todas as nossas ideias andarão rápido. Em alguns projetos vamos fracassar, e fracassar muito. Vamos comemorar esses fracassos porque eles serão vitais para garantir que surjam as ideias certas.”

O texto ainda continua com um teor quase apaixonado: “Se busca um trabalho confortável onde ficará sozinho sem qualquer ambiguidade e risco, então por favor não se candidate. Mas se é um apaixonado que acredita no potencial do Kinect para continuar a revolucionar o entretenimento e um engenheiro de software com experiência e habilidade para desenhar experiências de futuro com o Kinect, temos uma crescente e talentosa equipe de pessoas que querem criar entretenimento para o futuro.”

Fico pensando até onde isso realmente é um esforço de contratar gente boa para o desenvolvimento de alguma coisa realmente inovadora ou só blábláblá marketeiro. Mas se a coisa for séria assim quem sabe o que pode vir por aí. Muitos gamers hardcores não curtem muito jogos para Kinect. Eu já vejo um grande potencial em uma experiência de jogabilidade integrada.

Promessa de alcance das vendas sobre o Playstation 4

billy-pidgeon-200x300

O analista Billy Pidgeon faz previsões positivas para as vendas do Xbox One em 2015

As previsões da Microsoft são bem otimistas para 2015. Quem reforça esse clima promissor é o analista independente Billy Pidgeon, que disse durante uma entrevista recente com oGamesIndustry.biz, que neste ano de 2015 o Xbox One vai conseguir alcançar as vendas do PlayStation 4. Segundo Pidgeon, o console da Sony não ficará no to por muito tempo:

“O Xbox One na verdade vendeu mais no final de 2014 e deverá continuar durante 2015. E isso acontece não porque a Sony está a escorregar mas porque a Microsoft está a apanhá-la. À medida que o preço do hardware vai descendo e que os exclusivos e as franquias comecem a aglomerar-se na Xbox One, um grupo cada vez maior de jogadores vai migrar da Xbox 360 para a Xbox One. Eu não acredito que a penetração do Xbox One vai colocá-lo muito à frente da PS4, mas penso que os dois consoles vão estar muito equilibrados durante o seu ciclo. E também existe uma grande porcentagem de jogadores que possuem nas suas casas os dois consoles da oitava geração da Sony e da Microsoft, e essa tendência deverá permanecer neste ciclo”

Enfim, com um esforço de criatividade podemos fazer uma brincadeira e colocar tudo isso como se fosse a “Guerra Fria dos Consoles”. Onde toda hora um dos lados aparece com um monte de promessas e ameaças, mas o que conta de verdade é a corrida para o desenvolvimento tecnológico de cada plataforma. De qualquer forma as coisas são promissórias para nós, gamers, ansiosos pelo que vem por aí.

Console+wars+right+now+in+a+nutshell+pretty+much+really_dc8168_4856919

Outros Posts interessantes:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *