CCXP 2016 – Arthur Adams e Joyce Chin São os Primeiros A Confirmar Presença

Seguindo a tradição das maiores comic cons do mundo, o primeiro artista convidado da 3ª edição da CCXP – Comic Con Experience (www.ccxp.com.br) é um quadrinista – ou melhor, uma das maiores lendas da arte sequencial: Arthur “Art” Adams. Vencedor do Eisner Awards (o Oscar das HQs), ele vem pela primeira vez ao Brasil acompanhado de sua esposa e também artista Joyce Chin para participar do evento que acontece de 1 a 4 de dezembro no São Paulo Expo. As vendas das credenciais começam em 8 de abril, às 12 horas (horário de Brasília).
“Inaugurar os anúncios dessa edição com um artista desse porte é motivo de orgulho, temos a certeza de proporcionar aos apaixonados por quadrinhos a melhor experiência possível. Como nos anos anteriores, estamos fazendo da CCXP 2016 um evento de fãs para fãs”, ressalta Ivan Freitas da Costa, sócio da Comic Con Experience.
Reconhecido por uma série de trabalhos, o americano é um dos quadrinistas mais populares (e imitados) da indústria. Destacando-se no mundo das HQs a partir de 1985 com a série Longshot, da Marvel Comics. Adams rapidamente tornou-se colaborador e co-criador de diversas histórias, como Batman, Superman, Spiderman, X-Men, Godzilla, Vampirella, Rocketeer, the Authority, Danger Girl, Excalibur e Hulk, para citar algumas.

arthur-adams-e-joyce-chin

Adams e Chin juntos na CCXP 2016

Em 1987, Adams ilustrou o Gumby Summer Fun Special #1, obra que, pela versatilidade em lidar ao mesmo tempo com temas cômicos e de super-heróis, rendeu-lhe no ano seguinte o prêmio Eisner na categoria Best Single Issue. Em 1993, o artista publicou sua aclamada obra de ficção científica Monkeyman and O’Brien pelo selo Legend, da editora Dark Horse Comics, que contava com obras cujos direitos pertenciam a seus criadores. No Legend, Adams também lançou histórias do personagem Jonni Future em uma antologia. As histórias de Jonni Future em oito páginas foram publicadas pelo selo Wildstorm (DC) na antologia Tom Strong’s Terrific Tales (2002-2004).
Arthur também desenhou capas memoráveis de diversos títulos como Justice League of America, Appleseed, Buffy the Vampire Slayer, Green Lantern, Hulk, Avengers, X Men, Red Sonja, Superman, Batman e Vampirella, entre outros, além de ter trabalhado nas linhas Ultimate, All New-X-Men, Ms. Marvel, Avengers World e as oito capas variantes (e interconectadas) de Pecado Original – todos da Marvel. Recentemente, Adams tem sido o capista regular de Guardiões da Galáxia, bem como de diversas obras da linha Marvel U.
Fora dos quadrinhos, ele trabalhou com arte comercial em ilustrações de cards, pôsteres, camisetas e outros objetos relacionados aos quadrinhos. Revistas, filmes, videogames, brinquedos e até o design estilizado de uma lata Campbell Soup, baseado nos X-Men, estão entre seus trabalhos.

arthuradamsvingadores

Vingadores por Adams

Joyce Chin também marcará presença na CCXP 2016. A quadrinista está no mercado de HQs desde 1995, quando desenhou Guy Gardner: Warrior para a DC Comics. Passando por diversas editoras, desenhou diversos números de Vampirella, Xena e Superman: Silver Banshee, Spider-Man, Hulk, Tomb Raider e Red Sonja, além do cross-over entre as editoras Top Cow e Dynamite Entertainment, chamado de Monster War. Recentemente, Joyce desenhou capas, para Marvel e DC, de personagens e séries como Mulher Maravilha, X-Men, Ms. Marvel, Capitão América e Homem de Ferro.

Outros Posts interessantes:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *