Análise: Arqueiro Verde no Rebirth da DC – Você Precisa Ler Isso!

Sabem aquele meme: “Quando é bem feito é assim que fica”.

Então, é só isso que eu penso depois que li o Arqueiro Verde do Rebirth da DC Comics.

Só para dar aquela contextualizada, caso você não saiba exatamente do que estou falando, a DC resolveu zerar alguns títulos e meio que “rebootar” sua cronologia através do “Rebirth”.  Basicamente é um evento que restaura o status quo dos heróis pré cronologia dos Novos 52, antes da Saga Ponto de Ignição (Flashpoint) lá em 2011. Não vou entrar nos detalhes aqui do que gerou esse renascimento, mas o que importa é que teremos histórias mais próximas da visão clássica de muitos personagens a partir de agora.

E quem já começou muito bem foi Oliver Queen, o Arqueiro Verde, arrebentando mais de 90.000 títulos vendidos nos EUA – fazendo uma comparação, a primeira edição de Green Arrow em Novos 52 vendeu 55 mil cópias, ou seja, quase o dobro de vendas, esgotando os títulos nos pontos de venda até o momento. Mas o que esse novo/velho Arqueiro tem de tão bom?

GAREB_1_hires-4

Otto Schmidt e Benjamin Percy acertaram no alvo com o seu Arqueiro Verde do Rebirth

.
Eu já quero começar elogiando a dupla criativa responsável pelo título. Estou simplesmente apaixonado pela arte de Otto Schimidt, com seus traços longos, trabalhando bem as linhas e bastante profundidade. Você realmente sente o movimento quando os personagens estão saltando ou quando Oliver dispara uma flecha. A colorização de Otto também é excelente. Vi alguns trabalhos e prints dele por fora e percebi que ele gosta mundo de usar tons pastéis e trabalhar bem o ambiente. No Arqueiro ele faz um ótimo uso do verde em contraste do amarelo e o uso do preto nos sombreados. Achei de muito bom gosto.

Se Schimidt manda bem na arte Benjamin Percy parece ter entendido bem do que se trata as histórias do Arqueiro Verde. Logo de cara ele tira um sarro com piadinhas sobre a barbicha de Oliver, que tanto fez falta em sua versão dos Novos 52 e também é motivo de criticas na série Arrow, do CW. Depois Percy faz questão de contra pontuar a vida bilionária e confortável de Oliver Queen com o trabalho de “social justice warrior” (sim, ele usa esse termo) nas ruas do Arqueiro. A própria Canário Negro faz questão de trazer isso a tona em diversos momentos.

Green Arrow - Rebirth (2016) 001-010

Arqueiro devidamente barbeado agora.

.

Aliás, precisamos falar sobre Dinah Lance, muito mais jovial e menos ranzinza do que ela aparentava nos Novos 52 (na minha opinião, claro). Se existe um rancor no coração dos fãs é que desde o reboot de 2011 nós nunca mais vimos um relacionamento entre o Arqueiro Verde e a Canário Negro, e agora parece que ele vai voltar com tudo no Rebirth.

Existem outros detalhes curiosos também como Oliver estar agindo em Seattle, e não em Star City, a cidade cânone do personagem. Como estamos tendo umas volta as origens era de se imaginar que a localidade clássica fosse mantida. Mas lembrando que o vigilante também já atuou em Seattle antes, principalmente durante aquela fase mais sombria no final da Era de Prata, então acaba sendo uma opção válida. Em relação a sua origem Oliver faz menção ao tempo que passou na Ilha, ou seja, isso foi mantido. Outra menção importante também é feita por Dinah quando ela cita “aquele seu parceiro viciado em heroína”, se referindo ao período em que Roy Harper, o Arsenal, teve um período conturbado com o uso de drogas.

Em termos de linha temporal, a Canário também diz que Oliver conhece a Liga da Justiça e “o pessoal de Gotham”, o que nos dá a entender que já existe um laço entre os heróis desse novo universo, com grupos já definidos. Isso deve ser melhor explicado nos títulos da Liga e do Batman. Por fim, quero dizer que gostei bastante do uniforme de Oliver. O uso do capuz está de volta, com uma roupa mais sóbria e menos cheia de placas e compartimentos como era antes nos Novos 52 e no universo de Injustice.

Green Arrow - Rebirth (2016) 001-022

Oliver e Dinah, tudo o que gostaríamos de ver novamente!

.

Não consigo ver nenhum ponto negativo que mereça destaque por enquanto. Podem me chamar de partidário, mas estou simplesmente apaixonado pelo Arqueiro do Rebirth! O personagem foi uma das minhas grandes decepções nos Novos 52, onde tentava ser todo legalzão e descolado. Ver um Oliver Queen que não abordava discussões político-sociais e ficava mendigando uma participação na Liga da Justiça era demais pra mim. E agora parece que temos tudo que era memorável de volta.

Com o perdão do trocadilho, parece que pelo menos com o Arqueiro Verde a DC acertou no alvo nesse Rebirth!

tumblr_n4bkiwh4uU1qdx295o1_500

Chega a ficar tonto, coitado. HAHAHA!

Outros Posts interessantes:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *