Do Adamantium a Kripitonita – Materiais Incríveis Que Só Existem Nos Quadrinhos

Uma das coisas que os nerds gostam mais de fazer é debater sobre a ciência do universo dos super heróis. Cada um tem sua teoria de como funciona um determinado super poder, ou como aquele cara consegue transformar seu corpo daquela forma. Outro assunto que sempre rola nessas discussões é qual material é mais forte ou do que é feito alguma arma ou armadura.

Como o Capitão América pode defender uma martelada do Thor?

Por que a roupa do Tocha Humana não pega fogo?

O Wolverine é mesmo indestrutível?

Pensando nessas e em outras questões fizemos uma pequena lista com alguns materiais que só encontramos na ficção dos quadrinhos.

Adamantium

Com exceção talvez da Kriptonita, não existe material ficcional mais referenciado do que o Adamatium. Este metal virtualmente indestrutível ficou famoso por ser o revestimento dos ossos do Wolverine, mas sua primeira citação foi em Avengers #66 (julho de 1969), como parte do revestimento exterior de Ultron.
A semântica do nome adamantium vem do latim, adamas (diamante) e ium (metal ou aparência metálica) – ok, pode não ser muito criativo, mas se existisse no mundo real possivelmente este seria o nome mesmo. O adamantium é composto por uma variedade de ligas metálicas artificiais que possuem diferentes durabilidades, mas todas são virtualmente indestrutíveis. O adamantium foi (inadvertidamente) inventado pelo metalurgista americano Dr. Myron Perote, que foi o mesmo cara que criou o escudo do Capitão América
Existem ainda os subtipos de adamantium como o adamantium secundário, que é ainda mais resistente que o original. Dentre alguns usos do metal (além de revestir os ossos de Logan) estão a composição dos esqueletos de Lady Letal e X-23, o revestimento de Ultron e as espadas do Deadpool.

Wolverines-Adamantium-Skeleton

Logan e seu esqueleto revestido de adamantium

Vibranium

Diferente do adamatium, o Vibtranium é um metal conhecido não pela sua resistência, e sim pela sua capacidade de “absorção”, pois possui a capacidade de amortecer vibrações, algumas radiações atômicas ou energéticas e até mesmo impactos poderosos. Ainda fazendo um contraponto ao adamantium, estes dois metais são diretamente opostos. Qualquer liga composta por ambos os materiais torna-se extremamente quebradiça. A exceção disso foi o escudo do Capitão América.
O Vibranium é o metal mais raro do mundo no universo Marvel. Praticamente todas as suas reservas estão localizadas na África, principalmente em Wakanda, região governada pelo Rei T’challa, o Pantera Negra.
Podemos encontrar o uso do Vibranium nas armas do Pantera Negra, nas asas do Falcão e no corpo do vilão Garra Sônica, criado após uma explosão nas minas de extração desse incrível metal.

1015991_original

O escudo do Capitão América é a única liga de adamantium com vibranium que deu certo

Kriptonita

Possivelmente o material ficcional mais famoso do mundo. Após a explosão do planeta natal do Superman, Kripton, milhares de fragmentos do mineral foram espalhados pelo espaço e receberam o nome de kriptonita. Conhecida também como a maior arma contra o Homem de Aço, a Kriptonita, além de emitir radiação, também serve como fonte de energia e foi usada dessa forma diversas vezes por Lex Luthor.
Ao contrário do que muita gente pensa a Kriptonita não veio dos quadrinhos, e sim do rádio. Mencionada originalmente na radio novela do Superman em 1943, era usada nos momentos de fraqueza do herói para que o ator que o interpretava, Bud Collyer, pudesse descansar. A ideia da kriptonita só veio a ser usada nos quadrinhos bem mais tarde, em 1949. Porém, o conceito de um mineral que enfraquecesse o Superman já havia sido cogitada em 1940 por Jerry Siegel, co-criador do personagem. Em uma história criada por Siegel, havia um material chamado de “Metal-K” que roubava a força de Superman enquanto dava aos terráqueos super-poderes, mas esta história nunca foi publicada.
Com o avanço das histórias começaram a aparecer diversos tipos de kriptonita, como por exemplo a vermelha, que é capaz de alterar as emoções dos kriptonianos; a azul, que cura os efeitos de outras kriptonitas mas é letal para o vilão Bizarro; e a kriptonita branca, que amplia os poderes dos kriptonianos.

3560870-5436376844-batma

Batman e seu estoque de Kriptonita. Nunca é demais estar previnido

Luz Sólida

Ok, este pode não ser bem um material, mas possui tantos usos que vale a pena menciona-lo aqui. O anel da tropa dos Lanternas Verdes, e mais tarde de outras tropas, gera um tipo de luz sólida que é capaz de ser moldada de acordo com a vontade do usuário. Cada tropa usa um tipo de sentimento para ativar este poder, no caso dos Lanternas Verdes este poder é a Força de Vontade.
O poder do anel de um Lanterna tem diversos usos, desde criar redomas e escudos protetores, armaduras e armas de combates até raios de energia e constructos inteligentes. Lembro-me de já ter visto alguns usos até mesmo inusitados, como a criação de um pequeno sol através da união dos poderes de vários Lanternas. Mas o meu exemplo preferido foi quando Kyle Rayner usou seu anel para criar “pernas” em um rapaz amputado. Kyle ligou o constructo à vontade do próprio rapaz, fazendo com que ele mesmo sustentasse o poder através de sua vontade de andar de novo.

1348514610_1691_cover

A mais poderosa arma do universo DC

Carbonadium

Como citamos acima o adamantium é um material tão explorado que acaba derivando outros tipos de compostos e o carbonadium é um deles. Apesar de não ser tão resistente quanto o adamantium original o carbonadium é bem útil por ser uma liga metálica maleável de grande resistência.
Outra característica desse metal é que ele é altamente radioativo. Seu nível tóxico é muito alto, causando a morte em seres humanos apenas pela proximidade e podendo até mesmo afetar poderes como fator de cura, desacelerando o processo de regeneração. O uso mais conhecido de carbonadium são os tentáculos do mutante Omega Red, que faz uso deles para ativar seu poder de drenar a força vital de suas vítimas.

4111320-6450820216-omega

Ômega Red e seus tentáculos de carbonadium: tóxico e mortal

Teia do Homem Aranha

Um dos materiais mais interessantes e úteis do universo dos quadrinhos é, sem sombra de dúvidas, a teia do Homem-Aranha. Logo após ganhar seus poderes e decidir assumir o papel de um super herói Peter teve a ideia de desenvolver “teias” artificiais, que seriam lançadas através de disparadores em seus pulsos. Já foi citado que a fórmula original da teia vem de um projeto de química elaborado por Peter ainda no colegial, quando criou uma espécie de super cola.

A teia do spidey é um polímero sintético especial altamente resistente, de consistência pegajosa e de baixa de densidade. Tá, mas o que isso significa? Significa que essa “super cola” pode ser facilmente fabricada. Sua resistência já foi descrita como podendo suportar um peso de 54 kg por cada fio criado. Além disso o material só é ativado quando em contato com o ar, podendo assim ser armazenado em pequenas cápsulas quando em sua forma líquida.
Uma coisa que eu sempre pensei foi porque o Parker nunca patenteou isso. Pra quem sempre viveu numa dificuldade danada, ele poderia ter ficado rico! Ahhhh, Peter!

detail

A teia do Homem-Aranha poder servir para mais coisas, além de se balançar por aí.

Metal Orgânico

Um dos mutantes com a fisiologia mais interessante é, sem dúvidas, o Colossus. Piotr tem a capacidade de transformar todo o seu corpo em metal, inclusive tecidos mais sensíveis e delicados como cabelos e glóbulos oculares. Mesmo em sua  forma metálica Colossus respira, fala e tem batimentos cardíacos. Isso significa que mesmo de metal seus órgãos não perdem a funcionalidade. Sem contar o fato dele sentir dor, o que prova que existem terminações nervosas no metal

Ok, não dá pra explicar muito a fundo, mas o metal orgânico é algo bem curioso. Ao sofrer ferimentos Colossus não sangra, o que nos faz pensar o que acontece com seu sangue ao mudar de forma. Lembro de iuma vez em que Piotr sofreu uma lesão na espinha e só pôde ser curado porque estava em sua forma metálica. Assim a vértebra foi fundida e moldada novamente. Bizarro!

Xmen-Days-of-Future-Past-Colossus

Colossus e sua curiosa fisiologia do metal orgânico

Uniforme de Moléculas Instáveis

Um dos materiais mais inexplicáveis do universo Marvel é o uniforme de moléculas instáveis do Quarteto Fantástico. Afinal, como fazer um uniforme que dure cada vez que o Tocha Humana entrar em chamas? Ou que acompanhe a elasticidade do Senhor Fantástico? Isso sem contar achar algo que sirva no Coisa, né?!
Desenvolvido pelo próprio Reed Richards, esse traje recebeu o nome de moléculas instáveis justamente porque sua composição química se altera de acordo com os poderes do usuário. Além disso os trajes são altamente resistentes, servindo como proteção aos usuários e isolante térmico e elétrico.
Outra função dos uniformes é que eles são “computadores”: as roupas têm um sistema de processamento de dados e de telemetria, formando uma rede com toda a equipe e proporcionando uma constante ligação entre eles. Assim Reed consegue rastrear onde cada membro do Quarteto está, se sofreu ferimentos, temperatura do corpo e outros dados biológicos. Não é a toa que o Sr. Fantástico é uma das mentes mais brilhantes do mundo!

Fantastic-Four-and-there-costumes

O fantástico uniforme do Quarteto.

Metal Enésimo

Este é um material que em minha opinião sempre foi mais mágico do que científico. Originário do planeta Thanagar, o metal enésimo tem como propriedade principal a de diminuir a incidência da gravidade sobre ele. Por isso o cinto do Gavião Negro fazia com que ele pudesse voar, em conjunto com as asas, e levantar grandes pesos. Mais tarde foi dito que o metal também concedia invulnerabilidade, poder de cura e até mesmo refletia magia.

Sem-Título-11

O metal enésimo e suas muitas utilidades.

Uru

Uru é um minério extraído das estrelas e usado pelos mestres ferreiros de Asgard para forjar armas incríveis. Alguns exemplos de uso do Uru estão no martelo do Thor (Mjolnir), na espada do Heimdall e na lança do Odin (Gungnir). Além de ser virtualmente indestrutível, não me recordo de outra propriedade do Uru. Parece apenas que ele é uma espécie de “condutor mágico” natural. Isso explica como as armas asgardianas feitas desse minério podem receber encantamentos tão poderosos.

thor-hammer

Uru, a matéria prima dos deuses de Asgard.

Com certeza deixamos alguma coisa de fora dessa lista. Deixe nos comentários algum outro material curioso que só encontramos no universo das HQs.

Outros Posts interessantes:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *